Você está aqui: Página Inicial > Editora da UNILA | EDUNILA > Livros > Arara Rara
conteúdo

Arara Rara

publicado 11/06/2021 10h33, última modificação 11/06/2021 14h49
Antologia de palíndromos | Ensaio sobre a palindromia

arara rara mockupSobre o livro

O livro ARARA ЯAЯA – Antologia de palíndromos / Ensaio sobre a palindromia, de Fábio Aristimunho Vargas, é uma obra bifronte, com duas capas: de um lado, uma reunião de autores de palíndromos; do outro, um estudo sobre essa arte tão pouco (re)conhecida. Palíndromos são palavras e frases que permanecem iguais quando lidas de trás para frente, tal como AIA, OSSO, ESMAGAM-SE e OTO COME MOCOTÓ. A forma dupla do livro representa, assim, a própria temática de que trata a obra, podendo ser lido dos dois lados.

Luis Fernando Verissimo assina a orelha da Antologia de palíndromos, que congrega palindromistas “estritos” e palindromistas “incidentais” de todo o país. Entre eles, há artistas das artes plásticas, das artes visuais, da literatura, da música e dos quadrinhos, que empregam o palíndromo como recurso expressivo em sua respectiva área. Arnaldo Antunes, Barão de Itararé, Chico Buarque, Gregorio Duvivier, Laerte, Millôr Fernandes, Ota e Paulo Henriques Britto são alguns dos nomes que podem ser encontrados entre os 49 – ou, palindromicamente, “7 x 7” – autores que integram a Antologia.

Já o Ensaio sobre a palindromia é um texto mais denso, em tom lúdico-acadêmico, sobre as origens do palíndromo na Antiguidade, sua história, a confluência com a literatura, os palíndromos numéricos ou capicuas, entre outras abordagens. Esse estudo mostra que Sótades de Maroneia, Virgílio, Quintiliano, Joan Timoneda, William Camden, Ben Jonson, Velimir Khlébnikov, James Joyce, Louise de Vilmorin, Julio Cortázar, Georges Perec e Primo Levi são alguns dos escritores que se dedicaram ao palíndromo. O autor escondeu palíndromos, ou criptopalíndromos, por todo o texto do Ensaio, que podem ser “caçados” pelo leitor, entre outras atividades lúdicas na forma de desafios. A orelha de apresentação desse lado do livro (ah, ler orelha!) é de Pere Ruiz, presidente do Club Palindromista Internacional, sediado em Barcelona.

Em uma ASA, a fluidez da literatura, a leveza e a síntese próprias de uma antologia; na outra ASA, o peso da linguagem acadêmica, a densidade da investigação exaustiva. Pode-se dizer, por tudo isso, que ARARA ЯAЯA – Antologia de palíndromos / Ensaio sobre a palindromia é uma das obras mais completas e abrangentes já empreendidas sobre palíndromos em qualquer idioma.

Se você gosta de palíndromos ou tem planos de colocá-los em seu RADAR, esta ARARA é uma oportunidade para preparar suas plumas antes de remontar voos mais altos. O OVO À ASA, A ASA AO VOO. Boa leitura – e boa releitura!

 

Sobre o autor

Fábio Aristimunho Vargas (1977- ). Tradutor, professor, escritor, advogado. Doutor em Integração da América Latina, mestre em Direito Internacional e bacharel em Direito pela USP. Especialista em Direito Internacional Privado pela Universidad de Salamanca, em estudos bascos pela Universidad del Pais Vasco (com bolsa da Fundación Asmoz de Eusko Ikaskuntza) e em Literatura Latino-Americana pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). Professor de Direito Internacional Público, Ciência Política e Direitos Humanos, em cursos de Direito e Relações Internacionais, e de Gramática em cursos pré-vestibulares.

 

Dados da obra

Ano de publicação: 2021
Autor/organizador: Fábio Aristimunho Vargas
Idioma: Português
Número da edição: 1ª

Antologia de palíndromos:
Número de páginas: 104
ISBN: 978-65-86342-00-0

Ensaio sobre a palindromia:
Número de páginas: 266
ISBN: 978-65-86342-01-7

 Preço (livro duplo): R$ 59,95

 

Como adquirir 

Os livros podem ser adquiridos na sede da EDUNILA: Bloco 4, Espaço 2, Sala 12 (UNILA PTI)

Aos interessados em comprar pela internet, solicita-se que entrem em contato via e-mail () que serão repassadas as informações necessárias sobre o pagamento e a posterior remessa do livro.