Você está aqui: Página Inicial > Informes > Prevenção de conflito de interesses
conteúdo

Institucional

Prevenção de conflito de interesses

SERVIDORES

Por meio do Sistema Eletrônico de Prevenção de Conflitos de Interesses (SeCI), servidores podem fazer consultas ou pedir autorização para exercer atividade privada.
publicado: 14/12/2021 16h53, última modificação: 14/12/2021 16h53

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) é um dos responsáveis pela fiscalização e avaliação da política de prevenção de conflito de interesses. Compete ao órgão orientar os agentes públicos no processo de implementação da Lei nº 12.813/2013, para que o servidor público federal previna possíveis conflitos de interesses e resguarde informações privilegiadas.

De acordo com o artigo 3º da Lei nº 12.813/2013, Conflito de Interesses é a “situação gerada pelo confronto entre interesses públicos e privados, que possa comprometer o interesse coletivo ou influenciar, de maneira imprópria, o desempenho da função pública”.

 

- Como verifico se uma determinada situação caracteriza conflito de interesses?

Para realizar consultas e pedidos de autorização para o desenvolvimento de uma atividade, você deve acessar o Sistema Eletrônico de Prevenção de Conflitos de Interesses (SeCI). O SeCI permite ao servidor fazer consultas ou pedir autorização para exercer atividade privada, bem como acompanhar as solicitações em andamento e interpor recursos contra as decisões emitidas, tudo de forma simples e rápida.

- Quando realizar a consulta?

É importante realizar a consulta quando você tiver interesse no exercício da atividade privada, mas ainda não tem o caso concreto. Por exemplo, quando você ainda não sabe dados como o CNPJ da empresa, ou carga horária, ou mesmo maiores detalhes sobre a atividade a ser realizada, ou qualquer outro dado relativo ao novo vínculo.  

- Quando realizar o pedido de autorização?

Caso você já possua as informações específicas do caso em análise, tal como CNPJ do vínculo privado, carga horária, horário de trabalho e atividade a ser realizada, orienta-se que este realize o pedido de autorização para a realização da atividade privada. O pedido de autorização que não possuir as informações específicas do caso concreto poderá ser devolvido para adequação.

 

A consulta ou pedido de autorização é específico ao caso relatado e às documentações anexas. Caso haja alguma alteração da situação relatada, o servidor deverá ingressar com novo pedido, seja de consulta ou de autorização para atividade privada. Para saber mais, acesse o site do SeCI.

No caso de docentes com dedicação exclusiva, é necessário, também, consultar a PROGEPE para verificação prévia de eventuais impedimentos.

registrado em: ,