Você está aqui: Página Inicial > Informes Coronavírus > Ensino Remoto Emergencial > F.A.Q. Discentes
conteúdo

F.A.Q. Discentes

publicado 04/09/2020 17h19, última modificação 10/09/2020 13h27
Perguntas e respostas frequentes sobre o Ensino Remoto Emergencial para discentes

Leia também:
F.A.Q. geral sobre o ERE

 

Como escolho o componente curricular que quero realizar neste período de ensino remoto emergencial? Como será a matrícula?

Para os alunos de graduação, a matrícula será realizada pelo Portal do Discente no SIGAA, pelo caminho Portal Discente -> Matrícula On-line -> Solicitar matrícula on-line em “Período Suplementar”. Atente-se ao Calendário Acadêmico, pois como as disciplinas são concentradas, diferentemente de um semestre regular, haverá mais de um período de matrícula.

Para matricula em TCC (atividade), a solicitação deve ser feita em Portal Discente -> Solicitações > Matricula em TCC - Anexar Termo de Compromisso. Atente-se que, para TCC, há uma data limite no Calendário Acadêmico.

Para os alunos de pós-graduação, a matrícula é realizada junto à Secretaria do respectivo Programa.

 

Quando se iniciam e finalizam as disciplinas?

Diferentemente de um semestre regular, em que todas as disciplinas seguem o mesmo cronograma, no Período Especial Emergencial cada disciplina tem cronograma próprio e é oferecida de forma concentrada. O Calendário Acadêmico define diferentes Ciclos de Oferta, o que significa que haverá mais de uma data para o início das disciplinas. Já a finalização de cada uma depende do seu cronograma específico, divulgado pela Coordenação de Curso, podendo haver disciplinas sendo finalizadas a qualquer momento.

 

Se eu não aderir ao ensino remoto emergencial, o que acontece?

Para garantir que os discentes que não tenham condições ou não desejem realizar as atividades remotas não sejam prejudicados, a adesão ao ERE é facultativa. Por isso, todos os discentes permanecerão com matrícula ativa.

Art. 3º
§ 2º. Os discentes permanecerão com matrícula ativa, independente de aderirem ou não ao Período Especial Emergencial.

 

Como faço para trancar a matrícula em componente curricular ofertado no ERE?

Como os trancamentos durante o Período Especial Emergencial não serão computados no histórico, o discente pode solicitar pelo SIGAA a exclusão de sua matrícula, desde que seja cumprido o prazo máximo de ¼ (um quarto) da carga horária prevista.

Art. 3º
§ 5º. O trancamento de matrícula em componente curricular ofertado no Período Especial Emergencial deve ser solicitado na Secretaria Acadêmica até, no máximo, a data de cumprimento de 1/4 (um quarto) da carga horária prevista para o mesmo.

 

Se eu não conseguir prosseguir com o ensino remoto, o que devo fazer? O que acontece?

Para os discentes, os trancamentos e reprovações não serão computados no histórico escolar.

Art. 14
§ 2º. Os trancamentos e as reprovações durante o Período Especial Emergencial não serão computados no histórico escolar do discente, não tendo efeito nos índices acadêmicos como Índice de Rendimento Acadêmico - IRA, nos processos de desligamento e na obtenção ou manutenção de bolsas ou auxílios estudantis, exceto os auxílios específicos para o ERE.

 

Como vão funcionar as reprovações durante o ERE?

As reprovações durante o ERE não serão computadas no histórico escolar e também não terão efeitos no IRA, nas bolsas ou auxílios estudantis, com exceção dos auxílios específicos para o ERE.

Art. 14
§ 2º. Os trancamentos e as reprovações durante o Período Especial Emergencial não serão computados no histórico escolar do Discente, não tendo efeito nos índices acadêmicos como Índice de Rendimento Acadêmico - IRA, nos processos de desligamento e na obtenção ou manutenção de bolsas ou auxílios estudantis, exceto os auxílios específicos para o ERE.

 

Finalizei os componentes curriculares de forma remota. Eles têm alguma validade para a conclusão de meu curso ou são apenas atividades adicionais?

Sim, terão validade. Os componentes curriculares integralizados durante o Período Especial Emergencial serão registrados no histórico e considerados para fins de conclusão do curso. Se for um componente curricular já previsto no Projeto Pedagógico de seu curso, não é necessário solicitar equivalência.

 

Posso me matricular em um componente curricular no qual já estou matriculado em 2020.1?

Sim. Caso o discente integralize o componente no Período Especial, sua matrícula em 2020.1 será excluída.

 

O prazo para integralização do curso continua contando?

Com a implementação do ERE em 2020.1, a contagem do tempo de graduação de todos os(as) discentes está suspensa. Por isso, o período especial emergencial não contará nos prazos de integralização dos cursos.

Art. 13. O Período Especial Emergencial não contará para os prazos de integralização de curso dos(as) Discentes, independentemente da adesão ao ERE, sendo garantida a suspensão da contagem de tempo de Graduação a todos(as) os(as) Discentes, a contar do semestre 2020-1,voltando a contar após o retorno das atividades presenciais regulares.

 

Teria de concluir o curso no final de 2020, como faço?

Os(as) discentes que concluem a graduação até o final de 2020 têm prioridade para matrícula nos componentes curriculares do ERE.

Art. 13
§ 1º. Os(As) Discentes que tenham possibilidade de concluir o curso até o final do Período Especial Emergencial terão prioridade de matrícula sobre todos os(as) demais nos componentes curriculares do ERE.

 

Em que plataforma acompanharei as atividades dos componentes curriculares em que eu estiver matriculado?

Você deverá acompanhar a Turma Virtual do SIGAA, normalmente, onde deverão ser registradas todas as atividades. Mas, fique atento! Os docentes poderão utilizar ambientes virtuais complementares para a realização de atividades e disponibilização de materiais.

Art. 9º
§ 2º. É de responsabilidade dos(as) Discentes matriculados nos componentes curriculares manter seus contatos atualizados e verificar regularmente o SIGAA para o acompanhamento das atividades e a comunicação com o(a) Docente.

 

Como faço para utilizar os materiais fora do ambiente virtual de aprendizagem?

Os materiais servem para estudo pessoal do discente. Todos os materiais disponibilizados nos ambientes virtuais de aprendizagem têm garantidos os direitos autorais, por isso é necessário observar as autorizações de replicação desses conteúdos em outras plataformas de acordo com cada docente. Também são resguardados os direitos de imagem e som dos docentes e discentes, não podendo estes serem divulgados sem autorização em outros meios.

Art. 10. Cabe a cada Docente decidir sobre a disponibilização, reprodução e compartilhamento de materiais de sua autoria fora dos limites do ambiente virtual escolhido, dando ciência aos Discentes quando incluir a participação destes(as), ficando resguardados os direitos autorais, de imagem e som dos mesmos.

Art. 11
§ 2º. O(A) Discente, quando matriculado, compromete-se a observar e respeitar as disposições sobre os direitos autorais estabelecidas pela Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, em especial, na execução das atividades propostas nos Planos de Ensino.

 

<< Voltar à página inicial do ERE