Você está aqui: Página Inicial > Mestrado > Mestrado em Biociências
conteúdo

Programa de Pos-graduação em Biociências (PPG-BC)

O PPG-BC desenvolve atividades de ensino e pesquisa nas áreas de Ciências Biológicas aplicadas à Saúde e à Biotecnologia, pois busca a formação de profissionais nestas áreas do conhecimento. Com perfil internacional, o Programa visa integrar acadêmica e cientificamente alunos de todo o Brasil e de vários países da América Latina e Caribe. Seu quadro docente é composto por pesquisadores jovens, com formação diversificada em diferentes áreas das Ciências Biológicas, tais como Medicina, Biologia, Enfermagem, Farmácia, Saúde Coletiva e Biotecnologia, com experiência em atividades de ensino e pesquisa na UNILA, em colaboração com diferentes instituições de ensino e pesquisa.

O objetivo primordial do Programa é formar profissionais em nível de mestrado, com formação sólida e ampla em Biociências, capazes de atuar na docência, na indústria, na pesquisa e no desenvolvimento de produtos e serviços, na pesquisa científica e em agências reguladoras das áreas de saúde/biológica em âmbito nacional e internacional, de acordo com a vocação da UNILA.

 

Coordenação do PPGBC
+55 (45) 3522-9935
Facebook

NOTICIAS

Dois mestrados da UNILA estão com inscrições abertas para aluno especial

As vagas estão disponíveis nos mestrados em Relações Internacionais e em Biociências; início das aulas em agosto

19/07/2021

No total, estão sendo oferecidas até 35 vagas, distribuídas em seis disciplinas

Mestrado em Biociências oferece vagas para alunos especiais

No total, estão sendo oferecidas até 35 vagas, distribuídas em seis disciplinas

15/03/2021

Mestrado em Biociências está com inscrições abertas para aluno especial

As aulas serão na modalidade de ensino remoto, em turmas virtuais referentes à retomada do segundo semestre de 2020

05/03/2021

O estudo realizado pela pesquisadora Suzana de Souza, durante o mestrado em Biociências, apontou uma taxa média de anomalia de 9,91 a cada mil nascidos no município

Pesquisa investiga fatores maternos e ambientais associados a anomalias congênitas em Foz do Iguaçu

O estudo realizado pela pesquisadora Suzana de Souza, durante o mestrado em Biociências, apontou uma taxa média de anomalia de 9,91 a cada mil nascidos no município

04/03/2021