Você está aqui: Página Inicial > Pró-Reitoria de Relações Internacionais - PROINT > Núcleo de Línguas - ISF > Exames de Proficiência: Celpe-Bras
conteúdo

Exames de Proficiência: Celpe-Bras

publicado 12/01/2019 00h21, última modificação 06/08/2019 11h17
O Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras) é conferido aos estrangeiros com desempenho satisfatório em teste padronizado de português, desenvolvido pelo Ministério da Educação

O QUE É?

O Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras) é conferido aos estrangeiros com desempenho satisfatório em teste padronizado de português, desenvolvido pelo Ministério da Educação. O exame é aplicado no Brasil e em outros países com o apoio do Ministério das Relações Exteriores. 

Internacionalmente, o Celpe-Bras é aceito em firmas e instituições de ensino como comprovação de competência na língua portuguesa e, no Brasil, é exigido pelas universidades para ingresso em cursos de graduação e em programas de pós-graduação. 

Outorgado pelo MEC, o Celpe-Bras é o único certificado brasileiro de proficiência em português como língua estrangeira reconhecido oficialmente. É conferido em quatro níveis: intermediário, intermediário superior, avançado e avançado superior. 

O exame é composto de duas partes: a Parte Escrita e a Parte Oral. 

Na Parte Escrita, que tem duração de 3 horas, os examinandos respondem por escrito a quatro tarefas diferentes, que englobam compreensão (oral ou escrita) e produção escrita: a primeira exige a compreensão de um trecho de vídeo; a segunda, a compreensão de um trecho de áudio; a terceira e a quarta, a compreensão de textos escritos.

A Parte Oral consiste em uma interação Face a Face de 20 minutos entre o examinando e o entrevistador. A primeira parte da interação, com duração de aproximadamente 5 minutos, consiste em uma conversa sobre interesses pessoais do examinando, a partir das informações dadas por ele no formulário de inscrição. A parte seguinte, com duração de aproximadamente 15 minutos, consiste em uma conversa a partir de pequenos textos e imagens de temas variados que circulam na imprensa escrita brasileira.

Os candidatos são avaliados em níveis de proficiência que podem chegar a cinco pontos. Aqueles que obtiverem pontuação entre 2 e 2,75 serão classificados no nível intermediário; entre 2,76 e 3,5, no intermediário superior; entre 3,51 e 4,25, no avançado; entre 4,26 e 5, no avançado superior. Quem obtiver menos de 2 pontos não obterá a certificação.

 

COMO SE PREPARAR PARA O EXAME?

A Comissão Técnico-Científica do Celpe-Bras, com o apoio do INEP, disponibiliza um Caderno de Provas Comentadas, que tem por objetivo esclarecer os examinandos sobre a maneira como as provas são avaliadas, de forma a ajudá- los na preparação para o exame.

Além desse Caderno, as provas das edições anteriores também estão disponibilizadas e podem ser visualizadas no Portal do INEP.

 

SOBRE O POSTO APLICADOR UNILA

A UNILA é Posto Aplicador do exame desde 2014. 

Quantidade de vagas ofertadas pelo Posto Aplicador UNILA: 60 vagas

Obs: Conforme estipulado no edital do INEP, caso o posto aplicador atinja o limite do número de inscrições disponibilizadas, o sistema bloqueará novas inscrições. Sugere-se aos que não conseguirem se inscrever no Posto UNILA que tentem em outro posto aplicador ou em edições futuras. Além da UNILA, o Paraná tem outros dois postos aplicadores: a Universidade Estadual de Londrina (UEL) e a Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba.

 

INSCRIÇÕES

A cada edição do exame, o INEP publica um edital com todas as informações. As inscrições devem ser feitas pelo participante diretamente no site no INEP, no período e condições estipulados no edital. Link para o edital e para as inscrições: http://celpebras.inep.gov.br

ATENÇÃO:
- Os participantes deverão ficar atentos ao período de inscrição e se inscrever o quanto antes, pois as vagas costumam ser preenchidas já no primeiro dia.
- Os participantes deverão ficar atentos à data, horário e local da parte oral e da parte escrita do exame.
- É responsabilidade dos participantes o preenchimento no sistema de seus dados pessoais. Se houver erro no preenchimento do nome no momento da inscrição, o certificado sairá com esse mesmo erro.
- Ainda não é cobrada taxa de inscrição para realizar o exame no Posto Aplicador UNILA.
- Esse Exame certifica apenas o participante que apresentar desempenho intermediário ou superior em língua portuguesa. Quem estiver no nível iniciante, de fala e/ou escrita, sugere-se a realização de um curso de preparação para o exame.

 

PARTICIPANTES INTERESSADOS EM NATURALIZAÇÃO

O Celpe-Bras é apenas uma das possíveis comprovações da capacidade de se comunicar em língua portuguesa. Há, entretanto, outras possibilidades.

De acordo com a Portaria Interministerial nº 16 de 03 de outubro de 2018 (que altera a Portaria Interministerial nº 5, de 27 de fevereiro de 2018 e a Portaria Interministerial nº 11, de 3 de maio de 2018 em relação à flexibilização das regras sobre comunicação em português para fins de naturalização).

A comprovação da capacidade de se comunicar em língua portuguesa se dará, consideradas as condições do requerente, por meio da apresentação de um dos seguintes documentos:

I - certificado de:

a) proficiência em língua portuguesa para estrangeiros obtido por meio do Exame Celpe-Bras, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - INEP;
b) conclusão em curso de ensino superior ou pós-graduação, realizado em instituição educacional brasileira, registrada no Ministério da Educação;
c) aprovação no exame da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB aplicado pelas unidades seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil;
d) conclusão de curso de idioma português direcionado a imigrantes realizado em instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação; ou
e) aprovação em avaliação da capacidade de comunicação em língua portuguesa aplicado por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação na qual seja oferecido curso de idioma mencionado na alínea"d";

II - comprovante de:

a) conclusão do ensino fundamental ou médio por meio do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos - ENCCEJA; ou b) matrícula em instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação decorrente de aprovação em vestibular ou de aproveitamento de nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM;

III - nomeação para o cargo de professor, técnico ou cientista decorrente de aprovação em concurso promovido por universidade pública;

IV - histórico ou documento equivalente que comprove conclusão em curso de ensino fundamental, médio ou supletivo, realizado em instituição de ensino brasileira, reconhecido pela Secretaria de Educação competente; ou

V - diploma de curso de Medicina revalidado por Instituição de Ensino Superior Pública após aprovação obtida no Exame Nacional de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira - REVALIDA aplicado pelo INEP.

 

CONTATO: celpebras@unila.edu.br