Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Estudantes da UNILA apresentarão projeto inovador de combate a poluentes aquáticos em evento em Paris
conteúdo

Pesquisa

Estudantes da UNILA apresentarão projeto inovador de combate a poluentes aquáticos em evento em Paris

Equipe SynFronteras participa do International Genetically Engineered Machine, o maior concurso internacional de Biologia Sintética
publicado: 01/11/2023 08h09, última modificação: 01/11/2023 08h09

Um grupo de estudantes da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) embarcou para Paris na última terça-feira (30). A equipe SynFronteras irá apresentar o projeto Mhetyguá no International Genetically Engineered Machine (IGEM), o maior concurso internacional de biologia sintética que será realizado de 2 a 5 de novembro. O projeto apresenta uma abordagem inovadora ao propor a utilização de microalgas para combater poluentes aquáticos.

 

A pesquisa desenvolvida pelos estudantes envolve o desenho de circuitos genéticos para inserir enzimas PETase e MHETase (proteínas responsáveis pela degradação do PET) em microalgas da espécie Chlamydomonas reinhardtii. O principal objetivo é prever o comportamento dessas microalgas geneticamente modificadas em lagoas de estabilização de estações de tratamento de esgoto (ETEs) por meio de estudos computacionais e equações matemáticas.

O estudo deverá ser o pontapé inicial para analisar a possibilidade de implementar microalgas geneticamente modificadas em plantas de instituições de saneamento do país. De acordo com os discentes, atualmente não existe plano de mitigação em relação à presença de microplásticos no esgoto.

O projeto também tem uma visão social. A equipe irá criar de manuais sobre poluentes aquáticos, buscando conscientizar estudantes do Ensino Fundamental I e II. Toda a produção será desenvolvida em português, espanhol, Libras e com legendas em guarani, para que possa circular na região da Tríplice Fronteira.

SynFronteras

A equipe SynFronteras foi fundada em 2020 com o propósito de promover a Biologia Sintética na comunidade tríplice-fronteiriça entre Brasil, Argentina e Paraguai. O time é composto por 17 integrantes de seis países da América Latina, formando um grupo multiétnico e cultural.

Em 2021, a equipe obteve a medalha de ouro com o projeto "BioPank: Uma Plataforma de Paratransgênese no Controle da Transmissão de Leishmaniose" e contribuiu para a criação de uma lei relacionada à notificação compulsória de leishmaniose visceral na cidade de Foz do Iguaçu. Atualmente, a equipe conta com o patrocínio da Itaipu Binacional. 

Conheça mais sobre o time no Instagram do SynFronteras.

IGEM

O IGEM é um programa organizado pela Fundação iGEM, com sede em Boston, Estados Unidos. Composto principalmente por estudantes de graduação, o concurso reúne equipes interdisciplinares que trabalham na resolução de problemas locais, regionais e globais por meio de técnicas de biologia molecular em laboratório. Neste ano, mais de 300 equipes competidoras de todo o mundo participarão do evento Giant Jamboree, na capital francesa, que deve receber cerca de 7 mil participantes.

registrado em: ,