Você está aqui: Página Inicial > Graduação > Biotecnologia > Sobre o curso
conteúdo

Sobre o curso

publicado 08/12/2017 13h06, última modificação 12/01/2019 00h26
Biotecnologia é a área da ciência que se utiliza de seres vivos e do conhecimento sobre os processos biológicos para resolver problemas, criar bens e serviços úteis a diferentes áreas

Perfil do curso

Biotecnologia é a área da ciência que se utiliza de seres vivos, parte deles (células e moléculas) ou dos conhecimentos sobre os processos biológicos com o fim de resolver problemas e/ou criar bens e serviços úteis às áreas da saúde, meio ambiente, agricultura e aos processos industriais. Na UNILA, são ofertados dois módulos temáticos de estudos: Biologia Molecular e Saúde (BMS) e Meio Ambiente e Indústria (MAI). A escolha desses dois módulos temáticos configura um diferencial do curso de bacharelado em Biotecnologia da UNILA, pois contempla duas das áreas em maior expansão dentro da biotecnologia não só na América Latina e Caribe, como no mundo.

 

Perfil do egresso

O egresso do curso de bacharelado em Biotecnologia será um profissional altamente capacitado em questões técnicas, com domínio dos fundamentos das ciências exatas e biológicas. Também possuirá pleno conhecimento dos diversos clados que formam a árvore da vida. Adicionalmente, será um profissional capaz de trabalhar de forma cooperativa. Será hábil no uso eficiente, racional e ético dos recursos biológicos e tecnológicos disponíveis. As diversas disciplinas que compõem o curso fornecerão uma formação sólida que permitirá ao egresso colaborar ou liderar projetos de prospecção da biodiversidade ou, ainda, em projetos de aproveitamento desta. O profissional em biotecnologia será capaz, também, de responder às mudanças da sociedade, às necessidades emergentes e aos novos desafios de um mundo onde o esgotamento dos recursos naturais obriga a repensar as estratégias alimentares, energéticas e científicas para sustentar o crescimento econômico e o desenvolvimento social.

 

Mercado de trabalho

A importância crescente da biotecnologia tem reflexos no campo de atuação de seus profissionais, em áreas como engenharia genética, bioinformática, biossegurança, biorremedição e biocombustíves. Trabalho técnico e/ou gerencial nas indústrias de alimentos, biotecnológicas e agroindustriais ou em propriedades rurais, biofábricas e outras organizações que envolvam técnicas ou atividades associadas à biotecnologia; pesquisa e/ou docência em Universidades ou Institutos de Pesquisa públicos ou privados; na área ambiental, desenvolvendo projetos que visem à qualidade do ambiente, no tratamento biológico de resíduos e em biorremediação; trabalhar com organismos ou partes deles, como tecidos, células, estruturas subcelulares e biomoléculas, com a elaboração e a obtenção de produtos de interesse para as seguintes áreas: Biomédica (vacinas, novos métodos de diagnóstico), Indústria farmacêutica (desenvolvimento de biofármacos), Agroindústria (melhoramento da produção pecuária, desenvolvimento de bioinseticidas e sementes), Indústria alimentícia (processos de produção onde intervem bactérias, fungos, enzimas), meio ambiente (a utilização de agentes biológicos para o controle e saneamento ambiental, tratamento de efluentes), Nanobiotecnologia (pesquisa, desenvolvimento e implantação de novas tecnologias).