Você está aqui: Página Inicial > Especialização > Especialização em Relações Internacionais Contemporâneas
conteúdo

Especialização Relações Internacionais Contemporânea

publicado 08/12/2017 13h06, última modificação 11/01/2019 23h59
O corpo docente do curso é formado por 12 professores do Instituto Latino-Americano de Economia, Sociedade e Política (ILAESP), com experiência acadêmica na área de Relações Internacionais (sendo 9 doutores). O curso inicia-se no primeiro semestre letivo de cada ano com 40 vagas para ampla concorrência e 4 vagas para Servidores Técnicos Administrativos em Educação da UNILA (Resolução COSUEN 56/2014), e tem duração mínima de 18 meses. Os estudantes precisam cursar 7 disciplinas obrigatórias e, no mínimo 1 disciplina optativa, além do trabalho de conclusão de curso apresentado em seminário ao final do curso.

No contexto do fim da Guerra Fria e de expansão dos processos transnacionais compreendidos dentro das dinâmicas de globalização a partir dos 1990, diversos prognósticos de paz, prosperidade e democracia foram feitos para o “novo milênio”. Analistas mais otimistas chegaram a declarar o “fim da história”, no entanto, podemos observar que entre a última década do século XX e o início do século XXI o cenário internacional, ao contrário das previsões, seguiu altamente complexo no que tange aos desafios de compreender seus processos políticos, econômicos, culturais, militares e sociais.

Os confrontos internacionais seguiram em curso e sinalizaram a emergência de guerras e conflitos civis, novos tipos de violências, novos padrões de relacionamentos entre os Estados e novos temas na agenda da política internacional, incluindo a ressignificação política e a ênfase de temáticas que despontam como o “núcleo duro” da alta política internacional nas primeiras décadas dos anos 2000, como o terrorismo. Isto posto, o objetivo geral deste curso é analisar as relações internacionais contemporâneas a partir da sua complexidade e oferecer conteúdos e ferramentas teórico-críticas para a compreensão do descompasso entre as previsões e o cenário real das relações internacionais.

O corpo docente do curso é formado por 12 professores do Instituto Latino-Americano de Economia, Sociedade e Política (ILAESP), com experiência acadêmica na área de Relações Internacionais (sendo 9 doutores). O curso inicia-se no primeiro semestre letivo de cada ano com 40 vagas para ampla concorrência e 4 vagas para Servidores Técnicos Administrativos em Educação da UNILA (Resolução COSUEN 56/2014), e tem duração mínima de 18 meses. Os estudantes precisam cursar 7 disciplinas obrigatórias e, no mínimo 1 disciplina optativa, além do trabalho de conclusão de curso apresentado em seminário ao final do curso.

Primeira turma

Cento e oitenta candidatos se inscreveram no primeiro processo seletivo e a primeira turma iniciou o curso em abril de 2016. Além das disciplinas, os estudantes tiveram a Aula Inaugural ministradas pelos professores doutores Fernando Romero e Paula Fernández. Na ocasião, o professor Romero lançou o livro “El imperialismo y el agro argentino” (Buenos Aires, Ediciones CICCUS/Foz do Iguaçu, EDUNILA, 2016), e a professora Paula lançou o livro “Nicaragua debe sobrivivir” (Buenos Aires, Ediciones Imago Mundi, 2015).

Dentre outros eventos, na I Semana Acadêmica de Relações Internacionais, um grupo de estudantes do curso apresentou trabalhos na modalidade de comunicação coordenada. Para setembro de 2017 está previsto o seminário de apresentação dos trabalhos de conclusão de curso.

Segunda turma

Professores e estudantes do curso propuseram algumas alterações no projeto do curso visando seu melhor andamento. Como consequência, foram incluídas disciplinas optativas e as aulas que ocorriam todos os finais de semana foram distribuídas de forma a proporcionar um intervalo entre as disciplinas e um recesso no meio do ano.

Cento e sessenta e dois candidatos se inscreveram no segundo processo seletivo 2017. Oriundos das cidades da Tríplice Fronteira e de diversas partes do Brasil, Paraguai, Argentina e Colômbia, os estudantes da segunda turma participaram do I Seminário da Pós-Graduação, realizado em outubro de 2017. Na ocasião, foram apresentados os Trabalhos de Conclusão de Curso da primeira turma.

Além das aulas, os 88 estudantes do curso (primeira e segunda turmas) tiveram uma palestra e lançamento do livro do Prof. Dr. Fábio Aristimunho Vargas, intitulado “Formação das Fronteiras Latino-Americanas”, publicado pela Editora da Fundação Alexandre de Gusmão. 

Para mais informações sobre o curso, clique em “Projeto Pedagógico” no menu à esquerda.