conteúdo

Sobre o curso

publicado 08/12/2017 12h06, última modificação 31/03/2022 10h21
Mediação Cultural - Artes e Letras oferece uma formação interdisciplinar vinculada à área das Letras, das Artes e da Comunicação, com o objetivo de contemplar aspectos relevantes da contemporaneidade, a partir da reflexão crítica sobre o pensamento latino-americano

 

Perfil do curso

O curso de Bacharelado em Mediação Cultural - Artes e Letras vem contando com investimento em ambientes específicos e, atualmente, possui uma infraestrutura que contempla: biblioteca, câmeras, ilhas de edição e salas de laboratórios de expressão corporal e criação; além disso, conta, também, com profissionais que se identificam com a sua proposta interdisciplinar do curso, num campo que se constitui a partir de discussões internas necessárias a qualquer proposta inovadora que se projeta em seu formato, estrutura e concepção. Para além da abordagem tradicional da literatura, da arte, da tradução, da linguística e da comunicação e gestão cultural, fundamentada no estudo diacrônico e eurocêntrico da cultura, o curso busca o diálogo com experiências estéticas interculturais, no entrelugar em que convergem o aqui, o agora e o passado. Pelo mesmo viés, o curso esteia-se na abordagem de teorias que abarcam a confluência das linguagens verbal, corporal, sonora e visual.

Com o ensino voltado a projetos interdisciplinares, que não descuida a continuidade de um pensamento crítico construído na América Latina, procura-se relacionar teorias e práticas para promover conectividades e agenciamentos comunitários, culturais, políticos e sociais. Além disso, o curso propõe:

  1. Reflexão sobre a oralidade e o corpo, as escrituras e suas práticas e conceitos em diferentes linguagens;
  2. Análise, contextualização e práticas criativas de obras de arte e expressões culturais que possam contribuir para a formação humanista dos estudantes e promoção do espírito crítico e sensível; 
  3. Crítica sobre a cultura e as artes, e suas diferentes abordagens, como fenômenos estéticos, sociais, históricos, culturais, políticos e psicológicos;
  4. Desenvolvimento de uma visão crítica sobre as artes, as culturas e a gestão nesses campos;
  5. Percepção sobre a relação entre conhecimentos na área da linguística, da tradução e das artes em contextos interculturais;
  6. Elaboração de práticas de gestão e produção cultural que viabilizem a veiculação social e política de suas elaborações reflexivas, através da dimensão estética e cultural;
  7. Desenvolvimento de práticas e reflexões que orientem a construção de políticas públicas na área da cultura e da comunicação.

 

O curso de Mediação Cultural - Artes e Letras oferece, portanto, uma formação interdisciplinar vinculada às áreas das Letras, das Artes e da Comunicação, com o objetivo de contemplar aspectos relevantes da contemporaneidade, a partir da reflexão crítica sobre o pensamento latino-americano, tomando o estudo das línguas como espaço intercultural, que propõe outras possíveis racionalidades e tramas sociais. O enfoque no presente (que incorpora o passado) e nas comarcas culturais (com suas dinâmicas e negociações) visa a discutir a heterogeneidade dos saberes e fazeres indígenas, africanos e europeus, assim como a disputa por espaços de poder no imaginário coletivo. Imagem, corpo, voz e memória incidem no território político-social, traduzem e criam demandas comunitárias que poderão ser interpretadas e mediadas pelo(a) egresso(a), como resultado de sua formação.

Consolida-se um curso autorreflexivo, por meio de avaliações periódicas, a curto, médio e longo prazo. O interesse é formar bacharéis em Mediação Cultural - Artes e Letras, capazes de dar visibilidade às culturas dos segmentos sociais excluídos no território da América Latina, por meio da interpretação e da promoção de manifestações literárias (impressas e/ou não impressas), de saberes ninguneados, formas marginalizadas de relatos, testemunhos, performances, diferentes modos ficcionais de escrituras, de etnopoesia, de palavra cantada, etnodramas e outros tipos de performances vocalizadas e ritualizadas das culturas transfronteiriças. Tal perspectiva de ensino, pesquisa e extensão inclui, em grande medida, as línguas indígenas e sua cultura, e propõe uma dimensão inovadora para as áreas de Letras, Artes e Comunicação. A partir do reconhecimento das particularidades e saberes próprios da América Latina, a ideia é fortalecer uma nova concepção de Bacharelado, que tem na interdisciplinaridade entre as Letras, as Artes, a Comunicação e a Cultura (e entre estas e as Humanidades) a sua base formativa.

 

O curso passou por uma reestruturação e mudou o nome de Letras – Artes e Mediação Cultural para Mediação Cultural - Artes e Letras, em 2021. O PPC e a matriz curricular também foram readequados.