Você está aqui: Página Inicial > Notícias > UNILA e PF fazem mutirão para emissão e renovação da CRNM
conteúdo

Institucional

UNILA e PF fazem mutirão para emissão e renovação da CRNM

Carteira de Registro Nacional Migratório é documento obrigatório para estrangeiros; expectativa é atender cerca de 650 acadêmicos
publicado: 19/02/2018 12h08, última modificação: 11/01/2019 23h19
Exibir carrossel de imagens Parceria entre a UNILA e a PF já existe desde 2015

Parceria entre a UNILA e a PF já existe desde 2015

Um mutirão para emissão e renovação da Carteira de Registro Nacional Migratório (CRNM) – antigo RNE (Registro Nacional de Estrangeiros) - iniciou-se nesta segunda-feira (19), na UNILA – Unidade da Vila A. A ação é voltada sobretudo a estudantes estrangeiros da Universidade, tanto calouros como veteranos. A expectativa é de que cerca de 650 acadêmicos sejam atendidos até o dia 2 de março, quando se encerra a ação. O mutirão é realizado na UNILA desde 2015, em parceria com o Núcleo de Migração da Polícia Federal.

Parceria entre a UNILA e a PF já existe desde 2015“Esse documento é fundamental para a regularização do estudante estrangeiro no Brasil - para sua permanência legal, recebimento de benefícios de assistência estudantil, realização de mobilidade e, inclusive, para que os calouros efetivem sua matrícula, caso não tenham os documentos”, aponta Fabíola Belini, servidora técnico-administrativa em educação da Seção de Apoio ao Estrangeiro (SAE), da Pró-Reitoria de Relações Institucionais e Internacionais da UNILA (PROINT).

O atendimento do mutirão será realizado de 19 a 23 de fevereiro, das 8h às 12h e das 14h às 17h; e dos dias 26 de fevereiro a 2 de março, das 8h às 12h. Essa ação tem o objetivo de facilitar o processo para o estudante, que não precisa se deslocar até a Polícia Federal. “No atendimento, ele passa por uma triagem inicial e geralmente já chega com toda documentação necessária”, diz o agente da Polícia Federal Delano de Sousa. Foi o caso da estudante caloura de Relações Internacionais Liz Valeria, do Paraguai. “Eu já tinha alguns documentos, porque já fiz um curso no Brasil, mas faltava outra documentação, e esse serviço facilitou o trâmite”, diz.

Voluntários

Quarenta estudantes estão atuando como voluntários no mutirãoEste ano o mutirão conta com 40 estudantes hispanohablantes veteranos, que vão atuar como voluntários nessa ação. Assim, os calouros que buscam a regularização encontram um acolhimento de acadêmicos que já passaram por essa experiência e que podem tirar as dúvidas na língua materna dos ingressantes. “Como veteranos, sabemos que é difícil este início. Os calouros às vezes chegam perdidos, não conhecem a cidade, e nós podemos compartilhar informações”, coloca Ruth Rolón, estudante do curso de Engenharia de Energia. O estudante venezuelano Mario Salas, do curso de Medicina, recebeu esse apoio quando chegou à UNILA. “Recebi essa ajuda e agora é uma oportunidade de também oferecer esse apoio. Também já tinha esse trabalho de ajudar outros estudantes venezuelanos com questão de vistos e documentos”, conta.

Expectativa é atender cerca de 650 estudantes estrangeirosLei de Migração

Em virtude das alterações ocorridas na Lei de Migração, que entrou em vigor no dia 21 de novembro de 2017, houve mudanças referentes ao Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) e de alguns documentos necessários para sua renovação. O RNE passou a ser denominado Carteira de Registro Nacional Migratório (CRNM). Confira o comunicado da PROINT sobre as documentações exigidas. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail sae.proint@unila.edu.br.


Serviço de mutirão do Núcleo de Migração da Polícia Federal

Local: UNILA - Vila A (Av. Sílvio Américo Sasdelli, 1842, Edifício Comercial Lorivo, 1º andar)
Data: 19 a 23 de fevereiro, das 8h às 12h e das 14h às 17h
          26 de fevereiro a 2 de março, das 8h às 12h (sujeito a alteração)

Serão distribuídas aos estudantes 40 senhas por turno (manhã e tarde), incluindo os atendimentos com e sem agendamento.

registrado em: ,