Você está aqui: Página Inicial > Notícias > UNILA e Observatório Social firmam parceria para fomentar o controle social
conteúdo

Institucional

UNILA e Observatório Social firmam parceria para fomentar o controle social

O termo possibilita ações para a melhoria da gestão pública municipal e a verificação da qualidade dos serviços prestados à população
publicado: 18/08/2021 17h43, última modificação: 19/08/2021 08h54

A UNILA e o Observatório Social do Brasil – Foz do Iguaçu (OSB-FI) firmaram parceria para fomentar o exercício cidadão e as práticas de controle social no município. O protocolo de intenções foi assinado nesta quarta-feira, 18, por dirigentes das duas instituições e vai vigorar por dois anos.

O termo possibilita o desenvolvimento de projetos e iniciativas para o aperfeiçoamento permanente da gestão pública municipal, como o monitoramento da aplicação de recursos orçamentários e a verificação da qualidade dos serviços prestados à população. As ações desenvolvidas poderão mobilizar técnicos, alunos e professores de diferentes áreas, em especial dos cursos de Administração Pública e Políticas Públicas, e das Engenharias, entre outros.

observatorio_2.jpeg

O reitor da UNILA, Gleisson Brito, destacou o trabalho institucional de aproximação da Universidade com a comunidade iguaçuense. No evento de assinatura do protocolo com o OSB–FI, reforçou a relevância do controle social para a eficiência da gestão pública, o que se traduz em benefícios para a população.

“É uma satisfação consolidar essa parceria com o Observatório Social”, enfatizou. “É muito importante nós, gestores, entendermos que o controle social e a verificação pela sociedade têm o papel de melhorar as práticas da gestão pública, trazem segurança jurídica e avanços para a sociedade como um todo”, sublinhou o reitor.

“A UNILA é a universidade mais internacional do Brasil, e está em Foz do Iguaçu. A população iguaçuense deve, cada vez mais, apropriar-se dessa instituição”, refletiu. “E o Observatório Social atua agregando novas fontes de trabalho. Temos certeza de que essa parceria envolverá cada vez mais servidores e discentes em diferentes frentes”, concluiu Gleisson Brito.

Presidente do Observatório Social do Brasil em Foz do Iguaçu, Danilo Vendruscolo apresentou um breve histórico da entidade, enfatizando a sua autonomia. Em sua explanação, relatou que as atividades são realizadas por voluntários e custeadas somente com doações de mantenedores, sem fontes públicas de recursos.

Ao referir-se à parceria, dialogou com a exposição do reitor. “A UNILA é a universidade mais internacional e Foz do Iguaçu é a cidade mais plural do Brasil. Estamos em uma região trinacional que vive em harmonia. É nosso dever transformar esse ambiente propício em desenvolvimento. Nossa parceria resultará nesse crescimento e em melhorias que serão sentidas pela população”, apontou.

Bem coletivo

O vice-reitor da UNILA, Luis Evelio Garcia, afirmou ser compromisso da instituição contribuir com a comunidade. “Buscamos o bem coletivo, e essa parceria com o Observatório Social está muito alinhada com os objetivos da Universidade, pois não queremos só formação técnica, mas senso crítico para que nossos alunos e egressos atuem na sociedade”, declarou.

Vice-presidente para Assuntos Administrativos e Financeiros do OSB–FI, Jaime Nascimento fez alusão à função da Universidade de captar e reverberar os anseios sociais. “Que nossa parceria reflita essa compreensão, com o Observatório praticando o controle social e a UNILA aperfeiçoando e debatendo o sistema de gestão pública”, defendeu.

observatorio_1.jpeg

Também participaram da formalização do protocolo, representando o OSB–FI, o vice-presidente para Assuntos de Controle Social, Marco Cesár Castella; o suplente do Conselho Fiscal, Moisés de Andrade Souza; e os técnicos da entidade Rafaela Buono – que é formada na UNILA – e Thyago Klipe.

(Com Assessoria de Imprensa do Observatório Social do Brasil – Foz do Iguaçu)

registrado em: , ,