Você está aqui: Página Inicial > Notícias > UNILA cria programas para fomentar atividades de pesquisa
conteúdo

Pesquisa

UNILA cria programas para fomentar atividades de pesquisa

Objetivo é excelência das atividades de pesquisa, associada aos processos de formação de recursos humanos de alto nível na graduação e na pós-graduação
publicado: 04/06/2018 00h00, última modificação: 21/01/2019 17h33

A UNILA instituiu três programas que visam estimular e fomentar a realização de atividades de pesquisa, de modo indissociável do ensino e da extensão. Os programas institucionais Agenda Tríplice, Prioridade América Latina e Caribe e de Apoio aos Grupos de Pesquisa foram aprovados por unanimidade na 35ª reunião ordinária do Conselho Universitário (CONSUN).

“O Programa Prioridade América Latina pretende fomentar atividades de pesquisa, ensino e extensão que sejam alinhadas à identidade da UNILA. Como é sabido, a construção dessa identidade é um processo por vir com o cotidiano, e essa ação deve ser fomentada em todos os níveis de atuação institucional. A finalidade do Programa Agenda Tríplice é aproveitar o laboratório que a fonteira trinacional disponibiliza, ajudando a territorializar as ações de ensino, pesquisa e extensão, em diálogo com esse território e tomando em consideração as demandas que os atores locais manifestam. Já o Apoio aos Grupos visa fomentar a organização da produção de conhecimento da Universidade a partir de uma estrutura que os órgãos de fomento conseguem perceber, ajudando na institucionalização da pesquisa na UNILA”, explica o reitor Gustavo Oliveira Vieira.

De acordo com o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Dinaldo Sepúlveda Almendra Filho, a contribuição dos programas está focada na excelência das atividades de pesquisa e associada aos processos de formação de recursos humanos de alto nível na graduação e na pós-graduação. “É de alta relevância estratégica para a UNILA ter três programas dessa natureza, porque começamos a estabelecer políticas institucionais e diretrizes gerais de pesquisa, de um modo indissociável do ensino, na graduação e na pós-graduação, e da extensão. E principalmente porque eles dão sentido institucional e expressão efetiva à missão da UNILA, em termos de pesquisa qualificada”, ressalta o pró-reitor.

Os programas obedecem a uma mesma estrutura, apenas alterando o escopo da política. Os três trazem, por exemplo, a possibilidade de apoio à realização de cursos de curta, média e longa duração e de cursos de aperfeiçoamento e de especialização. Além de instrumentos de fomento, com apoio de custeio e investimento aos projetos de pesquisa, eles são ferramentas de captação de recursos externos. “Existe um dispositivo que prevê que instituições, brasileiras ou estrangeiras, públicas ou privadas, mediante convênio, podem aportar recursos nesses três programas”, frisa Dinaldo.

O recurso aportado em projeto de pesquisa contemplado por edital vinculado a um dos três programas poderá ser utilizado em componentes curriculares de graduação e pós-graduação ministrados pelo professor proponente. A aplicação do recurso poderá ser feita também em ações de extensão das quais o proponente seja coordenador ou membro.

Conforme as resoluções que instituíram os programas, o CONSUN deve destinar uma parcela do orçamento anual da Universidade às três atividades durante os próximos dois ciclos do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI).

Agenda Tríplice

O Programa Institucional Agenda Tríplice irá apoiar projetos de pesquisa, em diversas áreas de conhecimento, voltados ao estudo de temas prioritários para a agenda de desafios da tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai. A iniciativa visa contribuir para a integração e o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico, social, político, cultural, artístico e ambiental da tríplice fronteira; e para a consolidação da UNILA como instituição de referência internacional e de excelência acadêmica em estudos de fronteira.

A definição dos temas prioritários – que serão contemplados pelos editais de fomento do programa – terá como base a realização de consultas às autoridades municipais de Foz do Iguaçu, de Puerto Iguazú e de Ciudad del Este, além de outras instituições regionais. Há a possibilidade de consultas também a outras autoridades públicas do Oeste do Paraná, da Província de Missiones e do Departamento do Alto Paraná.

Está, ainda, entre os objetivos do programa o de contribuir para a formação de pesquisadores e de quadros profissionais de alto nível, aptos a cooperar para a integração da tríplice fronteira e a constituir grupos de pesquisa avançada e em rede sobre estudos de fronteiras, com articulações nacionais e internacionais.

Prioridade América Latina e Caribe

Já o foco do Programa Institucional Prioridade América Latina e Caribe é a realização de pesquisas voltadas à busca de soluções para temas prioritários e estratégicos de toda a região latino-americana e caribenha. Assim, busca-se o amplo diálogo acadêmico nas esferas nacionais e internacionais, direcionado à produção de conhecimentos capazes de gerar uma visão compartilhada para o desenvolvimento das regiões de abrangência da atividade.

O programa tem o intuito de colaborar para o posicionamento e a consolidação da UNILA como uma instituição de excelência na produção e divulgação de conhecimentos qualificados sobre a América Latina e o Caribe; e para a integração e o desenvolvimento dos países latino-americanos e caribenhos, em benefício da soberania dos seus povos, em unidade e diversidade.

Estão elencadas como prioritárias e estratégicas temáticas capazes de promover a produção de conhecimentos relativos aos países da América Latina e Caribe; a mobilização acadêmica e a cooperação com países latino-americanos e caribenhos em torno de desafios comuns ou solidários; o fortalecimento progressivo da capacidade institucional e humana para enfrentar de modo soberano os desafios de integração e desenvolvimento da América Latina e Caribe; e o aprimoramento permanente dos avanços já conquistados na busca da integração e do desenvolvimento da região.

Apoio aos Grupos de Pesquisa

O Programa Institucional de Apoio aos Grupos de Pesquisa foi criado para apoiar as atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação de grupos de pesquisa certificados pela UNILA no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A iniciativa visa contribuir para a consolidação de processos de pesquisa, áreas de concentração e linhas de pesquisa da Universidade, reconhecidos como de destaque pela sociedade e pela comunidade científica nacional e internacional; para o adensamento das redes de pesquisa e cooperação científica para o desenvolvimento de projetos conjuntos com instituições e organismos considerados estratégicos; e para a articulação dos grupos na operacionalização da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, de modo inseparável da interdisciplinaridade, e por meio da integração da pós-graduação com a graduação.

Além dos editais de fomento à pesquisa, o programa aportará recursos para serviços e projetos editoriais em diversos formatos, destinados à divulgação dos conhecimentos produzidos pelos grupos. Esses serviços e projetos deverão ser executados pela Editora da UNILA (EDUNILA).

  • As resoluções que instituíram os programas podem ser acessadas aqui.