Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Resolução institui regulamento da pesquisa na UNILA
conteúdo

Institucional

Resolução institui regulamento da pesquisa na UNILA

Documento contribuirá, entre outras coisas, com a produção de indicadores sobre as atividades de pesquisa
publicado: 29/12/2018 13h55, última modificação: 11/01/2019 23h19

Publicada no final de novembro, a Resolução COSUP n° 04/2018 é mais um marco no processo de institucionalização da UNILA. O documento – resultado de um trabalho de três anos - regulamenta os mais diversos aspectos das atividades de pesquisa na Universidade, desde o credenciamento de um projeto até a estrutura organizacional.

“Toda atividade de pesquisa, em termos normativos, é regida por esse documento. Ele é muito importante porque diz respeito à institucionalização da pesquisa, que, agora, tem uma regulação própria. O documento dá mais clareza de todos esses procedimentos, organizando desde as bases nos institutos até a alta gestão da UNILA”, explica o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Dinaldo Almendra Filho.

A resolução irá contribuir para a produção de indicadores sobre as atividades de pesquisa, como dados de internacionalização, de produção intelectual, de financiamento e de infraestrutura. “A ideia é fazer com que o registro e o controle das atividades de pesquisa estejam intimamente ligados ao SIGAA, o que irá desburocratizar o processo e evitar o retrabalho. Outro ponto importante é que a resolução não foi pensada de maneira isolada, mas sim de maneira a integrar ensino, pesquisa e extensão”, ressalta o assessor da Reitoria para a PRPPG, Marcelo Cezar Pinto. “Esse é um documento que não é simples de ser construído, e poucas universidades já o instituíram”, complementa.

De acordo com a norma, a pesquisa na Universidade é desenvolvida por meio de projetos de pesquisa nas diferentes áreas da produção técnico-científica e artística, visando à formação de excelência em nível superior, à produção de conhecimentos e à promoção da inovação e de novas tecnologias. As atividades de pesquisa são organizadas em quatro níveis: projetos de pesquisa; linhas de pesquisa; grupos de pesquisa; e núcleos de ensino, pesquisa e extensão. Os projetos de pesquisa credenciados terão duração de até três anos, podendo ser renovados de acordo com os critérios estabelecidos na resolução.

O documento define que a estrutura organizacional da pesquisa na UNILA é composta pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos (CEP), pela Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA) e pela Comissão Interna de Biossegurança (CIBio). Já os Programas Institucionais de Iniciação Científica contam com o Comitê Permanente Local de Iniciação Científica (CLIC) e o Comitê Local de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CLITI), ambos vinculados à Comissão Superior de Pesquisa (COSUP).

O regulamento de pesquisa está integrado a uma plataforma comum de trabalho composta pelos programas institucionais Agenda Tríplice; Prioridade América Latina e Caribe; e de Apoio aos Grupos de Pesquisa, e pela Resolução CONSUN 17/2018, que instituiu os Núcleos de Ensino, Pesquisa e Extensão da UNILA. “Juntas, essas políticas fazem com que a pesquisa conecte diferentes unidades acadêmicas e administrativas da Universidade, prezando pela integração da pós-graduação com a graduação e a interdisciplinaridade”, afirma o pró-reitor.

registrado em: , ,