Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Livro sobre fanzines abre série de lançamentos da EDUNILA em 2018
conteúdo

Institucional

Livro sobre fanzines abre série de lançamentos da EDUNILA em 2018

O autor reuniu no livro três textos produzidos nas disciplinas de pós-graduação, adaptados para uma leitura mais fluida
publicado: 26/03/2018 00h00, última modificação: 12/01/2019 00h19
Exibir carrossel de imagens Yuri Amaral, artesão gráfico iguaçuense e autor da obra Fanzines – reflexões sobre cultura, memória e internet

Yuri Amaral, artesão gráfico iguaçuense e autor da obra Fanzines – reflexões sobre cultura, memória e internet

A Editora Universitária da UNILA (EDUNILA) faz seu primeiro lançamento de 2018: Fanzines – reflexões sobre cultura, memória e internet, do artesão gráfico iguaçuense Yuri Amaral. A obra será lançada no dia 3 de abril, às 16h, no miniauditório da UNILA-Jardim Universitário (Avenida Tarquínio Joslin dos Santos, 1000). A editora tem ainda outros sete livros em preparação. Egresso do Programa de Mestrado Interdisciplinar em Estudos Latino-Americanos (PPG-IELA), o autor reuniu no livro três textos produzidos nas disciplinas de pós-graduação, adaptados para uma leitura mais fluida.

Yuri Amaral, artesão gráfico iguaçuense e autor da obra Fanzines – reflexões sobre cultura, memória e internet

Os fanzines - contração das palavras fanatic e magazine (revista) - surgiram há décadas e sempre estiveram na contramão do mercado editorial. Antes impressas de forma precária e artesanal, por meio dos antigos mimeógrafos, ou desenhadas a mão e multiplicadas por meio de fotocopiadoras, estas publicações mudaram e chegaram à internet. Portanto, um tipo de mídia que, considerada marginal, ganhou uma abrangência multiplicada por meio da web e manteve a característica não comercial e de contestação.

“Além do conteúdo crítico e pessoal, o fanzine também tem como característica sua conexão com expressões artísticas possíveis pelos sujeitos, seja pela forma física ou pelo conteúdo. Rompendo com o conceito mais comumente conhecido do fanzine como instrumento restrito aos fãs de ficção”, escreveu o autor na obra. De acordo com Yuri Amaral, seu objetivo é, por meio do livro, levar as pessoas a refletirem sobre a circulação delas “pelos territórios da internet”. Outra meta é fazer com que cada um possa se perceber como protagonista da própria realidade e nela interferir, seja individual ou coletivamente.

Seguindo esses princípios, o autor optou pela publicação em versão eletrônica, de acesso aberto. “Acredito que ter acesso é diferente de saber usar, e precisamos dispor o mundo de instrumentos e meios de capacitação, para que nós, sujeitos comuns, saibamos lutar pelo que é nosso por direito. E o fanzine é isto: é nosso grito, impresso ou colado, recortado ou costurado, múltiplo e transparente em suas intenções. É nossa mensagem para o mundo, posto de uma forma bem coloquial, de 'ah, eu não posso fazer isso? Então vou criar meu próprio jeito de fazer e vocês terão que engolir'", comentou.

EDUNILA

Fanzines – reflexões sobre cultura, memória e internet foi apresentada à EDUNILA em 2017 e avaliada por pareceristas externos e pelo Conselho Editorial. Após ser aprovado, o livro passou pelo processo de editoração - que inclui edição, preparação e revisão de texto - e diagramação, a cargo da equipe de técnicos da EDUNILA. Estas etapas têm por objetivo adequar as obras a um padrão específico da editora, que busca se posicionar no segmento universitário.

Segundo o novo coordenador-geral da EDUNILA, Andrea Ciacchi, 2018 será um ano marcante na produção da editora. “Pretendemos, com o apoio da nossa equipe técnica e administrativa, pequena, mas valente, lançar um livro por mês, até o final do ano”, adiantou. Andrea também comenta a importância de o primeiro lançamento deste ano ser de autoria de um estudante egresso do primeiro curso do Mestrado da UNILA. “Isso sinaliza a parceria estrutural que deve existir entre a EDUNILA e o ensino e a pesquisa desenvolvidos na nossa Universidade”, afirma.

A EDUNILA finaliza mais duas obras. A primeira delas é Ensino de Ciências e Matemática – elementos didáticos para teoria e experimentação. Organizado pelos professores da UNILA Abraão Capistrano, Kelly Sossmeier e Rodrigo Bloot, o livro é resultante de notas de aula do curso de Especialização em Ensino de Ciências e Matemática, oferecido para a formação continuada de professores do Oeste do Paraná, dentro das ações do Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais da Educação Básica do MEC (COMFOR/MEC).

A este livro se junta a obra Poesia e diálogos numa ilha chamada Brasil: a América Latina na obra poética de Thiago de Mello e Ferreira Gullar. Escrita por Marcelo Ferraz de Paula, professor de Teoria da Literatura na Universidade Federal de Goiás (UFG), a publicação coloca em discussão as fronteiras geográficas e culturais do país (a ilha do título), por meio da escrita desses poetas. Os dois títulos serão lançados, respectivamente, no final de abril e em meados de maio. Nos meses seguintes, será mantido o ritmo de um lançamento por mês.

Capa do livro Fanzines, de Yuri Amaral

Serviço:

Lançamento do livro eletrônico de acesso aberto Fanzines – reflexões sobre cultura, memória e internet, do artesão gráfico Yuri Amaral
Local: Miniauditório da UNILA-Jardim Universitário (sala C203) - Av. Tarquínio Joslin dos Santos, 1000
Data: 3 de abril, às 16h

 

Confira a entrevista com o autor Yuri Amaral: