Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Espaço propicia momentos de descanso, cultura, lazer e integração para estudantes
conteúdo

Vida Universitária

Espaço propicia momentos de descanso, cultura, lazer e integração para estudantes

Potencializar as atividades de integração entre os estudantes com a promoção de atividades diversas é objetivo do Espaço de Convivência, inaugurado no JU
publicado: 23/04/2018 00h00, última modificação: 12/01/2019 00h18

O cotidiano acadêmico pode ser bastante cansativo: aulas, trabalhos, provas, projetos de pesquisa, de extensão e atividades extracurriculares às vezes exigem que os estudantes tenham de passar muito tempo dentro da Universidade. Assim, nos intervalos entre uma coisa e outra, um espaço para descanso, lazer e alimentação torna-se fundamental na vida de qualquer acadêmico.

Na UNILA, na unidade Jardim Universitário (JU), os estudantes agora dispõem de um local apropriado para essas atividades. O Espaço de Convivência, recém-inaugurado, conta com um redário, espaço para alimentação, mesas para estudo coletivo e individual, estante para livros e materiais de artesanato, uma mesa de pebolim e espaço para projeções, num ambiente compartilhado de 420 metros quadrados.

Jovens brincam em mesa de pebolim

Richard Luiz Ferreira Campos

Richard Luiz Ferreira Campos, estudante do curso de Música, é um dos frequentadores do Espaço de Convivência e aprova a nova configuração do ambiente. “É interessante termos um espaço para nos integrarmos, e também é importante lembrar que foi conquistado através da mobilização dos estudantes”, destaca, lembrando que o espaço fora ocupado pelos alunos, que apresentaram à gestão da Universidade uma série de reivindicações. 

Aline Oliveira de Jesus Garcias, estudante de Química

A discente Aline Oliveira de Jesus Garcias, do curso de Química, estuda no PTI, mas comparece às aulas do Ciclo Comum no JU. “Eu gosto de vir até aqui, gosto dessa convivência, e gostei muito do espaço, a nova configuração do ambiente está muito melhor”, comenta. Os estudantes também observaram que o ideal é que o local seja frequentado também pelos servidores técnico-administrativos e docentes e pelos terceirizados, promovendo, assim, uma maior integração entre toda a comunidade acadêmica.

A arquiteta responsável pelo projeto de reforma do local, Clarissa Buss, comenta que o objetivo foi manter o espaço com a maior identificação possível com os estudantes. “Mantivemos algumas pinturas que eles haviam feito nas paredes e também deixamos à disposição mesas para desenho e materiais para artesanato”, destaca. Além disso, foram disponibilizadas prateleiras que podem servir para a criação de uma biblioteca comunitária, por exemplo. “A ideia é que os estudantes mesmos façam a gestão do espaço, que reorganizem e utilizem da forma que acharem melhor”, complementa.

Imagem mostra redes vazias penduradas em uma salaDois jovens observam tela de computador

 

 

 

 

 

 

A pró-reitora de Assuntos Estudantis, Ana Paula Araujo Fonseca, ressalta que a própria dinâmica de atuação dos alunos, que frequentemente promovem atividades diversas dentro da Universidade, demonstrou para a gestão da UNILA que aquele seria o local ideal para a criação deste espaço. “Além disso, a ocupação nos chamou muito a atenção para este ponto, que é a necessidade de fomentar atividades esportivas e culturais na Universidade - o que é previsto pelo próprio Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes)”, frisa. “Assim, o espaço vem com o intuito de potencializar as atividades que já existem, vem legitimar institucionalmente essas ações, e demarcar a integração”, completa.