Você está aqui: Página Inicial > Notícias > UNILA se destaca em terceiro lugar entre as universidades federais no ranking de desempenho de contabilidade de custos
conteúdo

Institucional

UNILA se destaca em terceiro lugar entre as universidades federais no ranking de desempenho de contabilidade de custos

Ranking é desenvolvido pelo Tesouro Nacional para incentivar melhor apuração de custos pelos órgãos públicos
publicado: 25/05/2021 12h19, última modificação: 25/05/2021 12h54

A Secretaria do Tesouro Nacional lançou um novo instrumento de transparência e comunicação para a conscientização dos cidadãos e dos agentes públicos sobre a importância da informação de despesas na gestão pública, com a divulgação de um documento que traz a UNILA na terceira colocação no ranking de contabilidade de custos entre as universidades federais. O reconhecimento consta no último Relatório Foco em Custos, publicado em maio, referente ao ano de 2020. A iniciativa está dentro do escopo do Tesouro Nacional de gerir as contas públicas de forma eficiente e é voltada para a busca da qualidade do gasto público.

Esse Relatório é relativamente novo. A primeira edição foi publicada no ano passado, referente às atividades de 2019, quando a UNILA ficou na nona posição entre as universidades federais. Para o chefe da Coordenadoria de Contabilidade e Finanças da UNILA, Diego Messias, não ocorreu nenhuma mudança significativa nos procedimentos contábeis da instituição, inclusive aos relacionados a custos para alcançar esse reconhecimento. “O que se destaca é o zelo de sempre dos servidores das áreas de contabilidade e finanças na realização correta e fidedigna dos lançamentos. Todas as informações demandadas pelo sistema são alimentadas de maneira detalhada, e a regularidade em conjunto com o nível de detalhamento é que representou esse resultado”, explica.

O Relatório destaca a atuação das instituições a partir de quatro indicadores que compõem o ranking de desempenho – Regularidade, Dispersão, Personalização e Economicidade. Para a efetivação da análise, a Regularidade foi calculada pela existência ou não de registro contábil mensal para itens de custos de funcionamento com consumo recorrente em 2020. Já a Dispersão foi calculada pela média ponderada dos coeficientes de variação dos mesmos itens da Regularidade.

A UNILA tirou nota máxima (2) em Regularidade, indicador que Diego acredita ser o ponto forte da instituição. Em Personalização, a UNILA tirou nota 3, que foi a nota máxima que as demais instituições alcançaram nesse indicador, que vale 5. “Estamos trabalhando para avançar muito neste ano. O que fica de lição é que temos que continuar com nosso projeto em 2021, para avançar nesse detalhamento mínimo para uma apuração completa de custos. Estimamos que, com as iniciativas que estamos em estudo para implantação, teremos um avanço significativo na nota do indicador Personalização, no qual já alcançamos uma boa nota neste último relatório”, conta.

registrado em: ,