conteúdo

Impacto Social

publicado 07/04/2021 10h53, última modificação 24/05/2021 12h45
Página em Construção.

IMPACTO NA SOCIEDADE


O PPGIES tem sido um programa de grande destaque no contexto regional em que está inserido. Isso pode ser atribuído tanto pela formação interdisciplinar, com aulas quinzenais aos fins de semana, quando pela sua característica internacionalizada desde sua formação.
É valido lembrar que o programa está localizado numa universidade de integração latino-americana e localizado numa tríplice fronteira. Sediado às margens da Itaipu binacional, o Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade da UNILA tem enorme potencial de ser impactante na região de Foz do Iguaçu, conforme descrito a seguir.

- Impacto e caráter inovador da produção intelectual em função da natureza do programa.
De acordo com as raízes internacionalizadas da formação do PPGIES, a produção intelectual do programa aborda a solução de problemas da região da tríplice fronteira e países vizinhos. Podemos destacar os trabalhos e cooperações com a Usina Itaipu, Parque tecnológico da Itaipu (PTI), CBiogás,prefeitura municipal de Foz do Iguaçu, Polícia Federal da Fronteira, a agroindústria local e a sociedade como um todo.
De forma geral as publicações do programa abordam a produção de biogás, o aproveitamento de resíduos da agroindústria, para a geração de energia, a utilização de materiais aprendidos nas aduanas para a produção de álcool de segunda geração, o contexto energético das cidades vizinhas. Mais além, as publicações também se preocupam em difundir conhecimentos e soluções para as questões ambientais, com a avaliação dos agentes poluentes dos rios locais, a fauna e a flora microbiana do Oeste do Paraná e questões atinentes às políticas públicas de energia e sustentabilidade.

- Impacto econômico, social e cultural do programa.
O PPGIES, em seus dois primeiros anos de funcionamento, já registrou a importância de um programa de pós-graduação na região de Foz do Iguaçu. Os candidatos aos primeiros editais de seleção foram em grande número professores do ensino médio e tecnológico, que buscam aprimorar a sua formação com projetos ligados à comunidade. Candidatos da indústria local também estão participando do programa, incluindo engenheiros e administradores da Usina Itaibu, PTI, CBiogás, bem como alguns professores e técnicos administrativos da própria UNILA.
O programa já instituiu a primeira edição de seu evento da casa. O I Seminário Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade foi realizado de 2 a 7 de dezembro, no auditório da UNILA, Jardim Universitário. O evento foi destinado a estudantes e professores da área, e demais interessados da comunidade externa. As inscrições foram gratuitas e com emissão de certificado aos participantes. O evento teve como foco a divulgação de pesquisas relacionadas às áreas de energia e sustentabilidade, fontes renováveis, desafios e perspectivas na formação interdisciplinar, entre outras.
A organização do seminário é do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade (PPGIES) e será continuada. Teve o apoio financeiro do Instituto Latino-Americano de Tecnologia, Infraestrutura e Território da UNILA. As palestras foram proferidas por pesquisadores de outros programas de pós-graduação em energia, pesquisadores locais e a Profa. Dra. Adelaide Faljoni-Alario (UFABC e coordenadora da área interdisciplinar da Capes). O temas apresentados foram:
- “Produção de hidrogênio por reforma catalítica da biomassa", com Helton José Alves (UFPR);
- “Exploring the properties of niobium oxide films for electron transport layers in perovskite solar cells", Carlos Frederico de Oliveira Graeff (Unesp);
- Aula Magna "Desafios e perspectivas da formação interdisciplinar", com Adelaide Faljoni-Alario (UFABC e coordenadora da área interdisciplinar da Capes);
- "Energia solar fotovoltaica: uma solução sustentável e rentável", com Giuliano Arns Rampinelli (UFSC);
- "Mudanças estruturantes e as novas perspectivas locais", com Edinardo Antonio Borba de Aguiar (Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu);
- "Descargas atmosféricas: fenômeno, impacto na qualidade de energia e formas de proteção", com Alexandre Piantini (USP);
- "Perdas em sistemas de distribuição de energia elétrica", com Edison Antonio Cardoso Aranha Neto (IFSC);
- "Energia e sustentabilidade como fontes estratégicas de geração de inovações e de transferências de tecnologia", com Camilo Freddy Mendoza Morejon (Unioeste);
- "Biogás: transformação de resíduos em energia", com Thiago O. P. Sant’ana (CIBiogás);
- "Sistemas ativos de distribuição e recursos distribuídos de energia. O Programa de Pós-graduação Stricto Sensu: visão e trabalho", com Alexandre R. Aoki (UFPR);
- Mesa-redonda "As perspectivas e desafios para a disseminação e implantação em larga escala do conceito de cidades inteligentes na América Latina", com Alexandre R. Aoki (UFPR), Gustavo R. Possetti (Sanepar), Edison C. A. Neto (IFSC), Thiago O. Sant’ana (CIBiogás), Adriano B. de Almeida (Unioeste), Adélio de S. Conter (UNILA), Marcelo Miguel (Itaipu) e Josiane Zanette Batista (FPTI).
No ano de 2020 o evento não ocorreu, em função da pandemia. No entando, para 2021 já está sendo organizada a II Edição com transmissão online. Para tanto, o programa conquistou uma verba de R$ 30.000,00, proveniente de edital do Instituto Mercosul de Estudos Avançados (IMEA/UNILA).
Está em tramitação o acordo entre a UNILA e a Universidade do Minho, em Portugal, que tem como objetivo estabelecer uma cooperação acadêmica, científica e cultural entre as partes, em todas as áreas de comum interesse, em função da proximidade das pesquisas desenvolvidas entre as duas universidades, sobretudo àquelas propostas pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade (PPGIES). O objetivo do acordo é promover a troca de experiências e conhecimentos acadêmicos e científicos entre as duas universidades através da partilha de informações, documentos, publicações, intercâmbio de docentes, funcionários, pesquisadores (visitantes e bolsistas de pós-doutorado) e discentes (graduação, mestrado e doutorado) de ambas instituições, eventos acadêmicos (seminários, colóquios, encontros, reuniões científicas, etc.) e desenvolvimento de atividades conjuntas de pesquisa e ensino.
A partir de 2019, iniciou-se um Acordo de Cooperação Técnica entre Companhia de Saneamento do Paraná – SANEPAR e a Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA para a execução conjunta do Projeto: Estudo da contaminação de mananciais: caso do Arroio Dourado, localizado no antigo lixão do município de Foz do Iguaçu/PR. Este plano de trabalho tem como objetivo avaliar de modo interdisciplinar o impacto da presença do antigo lixão Arroio Dourado na qualidade da água, sedimento, solo e peixes da região, e seu impacto no manancial de abastecimento de Foz do Iguaçu: Rio Tamanduá. Atualmente quatro docentes permanentes do PPGIES e quatro discentes, sendo três em nível de doutorado, e uma mestranda, estão desenvolvendo seus projetos de pesquisa dentro desta proposta.
A Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) lança anualmente o processo de seleção do Programa Institucional de Iniciação Científica do Ensino Médio – PIBIC-EMA. Para tanto, a coordenação do PPGIES tem estimulado os professores a participarem com pesquisas relacionadas à Energia e Sustentabilidade.
Os alunos do PPGIES são autorizados a participarem de estágio em docência no ensino médio tecnológico. A coordenação do PPGIES tem estimulado os alunos a participarem em disciplinas relacionadas à Energia e Sustentabilidade. Em Foz do Iguaçu temos diversas escolas técnicas para esta interação. O exemplo é o Instituto Federal de Educação Tecnológica do Paraná – campus Foz do Iguaçu, onde alguns alunos de mestrado e doutorado são professores.